segunda-feira, 27 de março de 2017

Leitores Sonhadores 17 - Semifinal na BE

 
 
 
 
Regulamento do Concurso Leitores Sonhadores - 2.ª ELIMINATÓRIA
(excertos adaptados à nossa Escola) 
 
Tem como objetivo o apuramento de um aluno, por ano de escolaridade, o qual irá à final, dia 12 de maio, em Portalegre.

 
No dia da semifinal, os alunos deverão preparar a leitura de um excerto de um livro sugerido pelo Plano Nacional de Leitura ou pelas Metas Curriculares, conforme o ano de escolaridade.

 
Quanto ao excerto selecionado, os professores deverão acautelar que os alunos respeitem as seguintes indicações:
  • 3.º ano - leitura de 10 linhas ou de um poema;
  • 4.º ano - leitura de 12 linhas ou de um poema;
  • 5.º e 6.º ano - leitura de 15 linhas ou de um poema.

 
O júri da 2ª eliminatória será constituído por três elementos:
  • um representante da Direção, prof. Luís Parente;
  • um elemento da equipa de BE e professora de Português; Ana Antunes;
  • a presidente da Associação de Pais, Telma Bento.

 
Os professores/júris observarão os seguintes critérios de seleção, pontuados de 1 a 5:
  • Fluência da Leitura;
  • Expressividade;
  • Respeito pela pontuação/entoação;
  • Articulação.

 

quinta-feira, 23 de março de 2017

Logótipo da BE - versão final

O aluno Edgar Cardoso do 5ºB venceu o concurso «Logótipo da Biblioteca Escolar»:

Logótipo da BE - versão original


O logótipo vencedor foi trabalhado digitalmente pela designer Filipa Lopes:


Logótipo da BE - versão final 1




Logótipo da BE - versão final 2

segunda-feira, 20 de março de 2017

Feira da Poesia 2017

Amanhã, dia 21 de março, a Biblioteca Escolar Mestre de Avis celebra o Dia Mundial da Poesia com a venda de caixinhas poéticas com sabor a fruta.

 
 



A data foi criada na 30ª Conferência Geral da UNESCO a 16 de novembro de 1999.

Viva a Poesia!


Não me Importo com as Rimas

Não me importo com as rimas. Raras vezes
Há duas árvores iguais, uma ao lado da outra.
Penso e escrevo como as flores têm cor
Mas com menos perfeição no meu modo de exprimir-me
Porque me falta a simplicidade divina
De ser todo só o meu exterior
Olho e comovo-me,
Comovo-me como a água corre quando o chão é inclinado,
E a minha poesia é natural como o levantar-se vento...


Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema XIV"
Heterónimo de Fernando Pessoa

sábado, 18 de março de 2017

Feira dos Produtos, da Sopa e da Poesia 2017

 
 
«Há uma primavera em cada vida: é preciso cantá-la assim florida, pois se Deus nos deu voz, foi para cantar! E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada que seja a minha noite uma alvorada, que me saiba perder...para me encontrar....»
Florbela Espanca



Quando tornar a vir a Primavera
Talvez já não me encontre no mundo.
Gostava agora de poder julgar que a Primavera é gente
Para poder supor que ela choraria,
Vendo que perdera o seu único amigo.
Mas a Primavera nem sequer é uma cousa:
É uma maneira de dizer.
Nem mesmo as flores tornam, ou as folhas verdes.
Há novas flores, novas folhas verdes.
Há outros dias suaves.
Nada torna, nada se repete, porque tudo é real.
Alberto Caeiro

 
 
A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la.
Cecília Meireles

sexta-feira, 10 de março de 2017

Prémios RE-HEART 2017

JI - Sala 1 Avis
1.º Ciclo - 4.º ano Avis 2

2.º Ciclo: Lara Fernandes, Leonor Rodrigues e Lúcia Correia
3.º Ciclo: Rita Boto e Alexandra Emídio


(Estes prémios serão entregues na Feira dos Produtos.)




quarta-feira, 8 de março de 2017

Dia Internacional da Mulher






Dia Internacional da Mulher na BE: exposição de trabalhos realizados em Educação Tecnológica/ Visual.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Sessão com o Professor Rui Neto



Hoje em dia, com a população mundial a aumentar, a procura de recursos fósseis também aumenta. Estes combustíveis são poluentes, caros e não vão ser suficientes para as necessidades mundiais.
É imperativo que seja desenvolvido, nos próximos 50 anos, um combustível que não tenha as consequências negativas ambientais que os combustíveis atuais apresentam.
         No passado dia 6 de fevereiro, assistimos, na biblioteca escolar do agrupamento, a uma sessão sobre «As pilhas de combustível, o hidrogénio e a mobilidade nos veículos elétricos», dinamizada pelo professor/ engenheiro/ investigador Rui Costa Neto, do Instituto Superior Técnico. O nosso convidado deu-nos a conhecer combustíveis alternativos, nomeadamente as pilhas de hidrogénio, sobre as quais está a desenvolver um estudo aprofundado, para que, num futuro próximo (cerca de vinte anos), possa ser este o combustível utilizado na maior parte das viaturas.
Na minha opinião, tudo o que possa vir a substituir os outros combustíveis que, para além de tóxicos são altamente poluentes, é bem-vindo na ciência e na sociedade.
São pessoas como o Professor Rui Costa Neto que devem ser ajudadas e as suas patentes valorizadas, para que ainda se possa fazer alguma coisa pelo ambiente.

Mariana Ildefonso, 8ºA
(texto com supressões e alterações)